Mais de uma vez eu falei aqui sobre o meu apreço por um bom suspense, daqueles bem construídos e que mesmo se rendendo a um clichê ou outro, conseguem render bons momentos, e é exatamente o caso desse The Invitation, novo filme da diretora Karyn Kusama.

Will (Logan Marshall-Green) e Eden (Tammy Blanchard) eram um casal feliz até que seu filho pequeno morreu em um acidente. Eles se separaram e ela desapareceu por dois anos. Agora Eden retornou com um novo marido e convidou Will e sua nova namorada, Kira (Emayatzy Corinealdi) para um jantar, junto de outros velhos amigos do casal. Só que o passado que Will não conseguiu superar e o estranho novo comportamento de Eden, mostram que essa reunião tem tudo para dar errado.

The Invitation é um ponto muito fora da curva da carreira de Karyn Kusama, que tem três longas metragens na carreira, entre eles os questionáveis Aeon Flux e Garota Infernal. Ele tem um roteiro muito bem pensado, trabalhado de maneira cadenciada e cheio de nuances, que fazem o filme caminhar entre o drama, o suspense e o terror de forma bem satisfatória.

maxresdefault

O que pode incomodar alguns é a lentidão da narrativa, de fato é um filme meio parado e em determinados momentos pode ficar a impressão de que não tem nada de relevante acontecendo, mas tem. O roteiro se pauta muito na dúvida, já que todo o clima do jantar é desconfortável pela situação em si, e se torna ainda pior quando o protagonista é o único que suspeita que exista algo de errado acontecendo e todos os outros convidados suspeitam da atitude paranoica do protagonista. Essa dubiedade dura até o desfecho, também muito bem realizado.

Entre uma paranoia e outra ainda existe espaço para uma pequena discussão sobre luto e depressão e sobre como o caminho para a superação é diferente para cada pessoa, além de deixar claro o quão vulneráveis as pessoas ficam em momentos como esse. Nada muito profundo, mas um bom subtexto em meio a um ótimo conjunto. O filme é tecnicamente simples, por se passar inteiramente dentro de uma casa não coube muito espaço para experimentação. Um dos grandes destaques fica por conta do elenco, encabeçado por Logan Marshall Green, que está ainda mais parecido com o Tom Hardy aqui – sério, se não fossem os créditos eu estaria até agora achando que era o Tom Hardy.

Enfim, The Invitation é um belo filme, desenvolvido sem pressa e com um roteiro repleto de paranoia. Uma ótima pedida para os admiradores de um bom thriller.

0 Total Views 0 Views Today
Avaliação.
Ótimo

Vinicius Salazar

Co-criador e palpiteiro do TaxiCafe. Editor do Podcast Chutão.

More Posts

Follow Me:
TwitterFacebook


Faça parte

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui! À toa na Net - Agregador de Conteúdo
Total