KimmyShmidt_destaque_Fotor

Estou de volta com alegria, pra falar de uma série que causa exatamente o mesmo sentimento: Unbreakable Kimmy Schmidt é um norte para comédias nessa geração televisiva, e eu gostaria que todas as emissoras adquirissem uma bússola.

Série da mente criativa por trás de pérolas como anos de Weekend Update do Saturday Night Live, e da proeza que era 30 Rock, “Unbreakable” começa estranhamente agradável, e com um frescor original, mas que remete aos anos de trabalho bem executado da citada anteriormente Tina Fey, juntamente com seu parceiro na criação do show (e de 30 Rock), Robert Carlock, que também trabalhou em Friends.

Kimmy Schmidt é uma prisioneira em um culto religioso que é levada a acreditar que o mundo passou por um Apocalipse, e passa a viver isolada em um bunker juntamente com 3 outras prisioneiras, personagens que se mostram caricaturais, mas sem cair na  falta de senso, mérito óbvio dos escritores.

unbreakablekimmyschmidtbunker_texto

A sinopse acima poderia descrever qualquer série pós-apocaliptca produzida nos últimos 10 anos, mas todos os detalhes de UKS nos levam a assistir os episódios com um sorriso no rosto, desde a abertura com montagens inteligentes, encaixando a música tema com a atmosfera da série e a energia dos personagens, onde tudo é colorido, estranho e engraçadíssimo, até os diálogos rápidos e ácidos, que nos levam à uma das principais pérolas da série.

Atualmente, a audiência está acostumada com comédias rasas e óbvias, onde as caricaturas, chamadas também de personagens, são tão exageradas que chegam ao ponto enjoativo que atrai principalmente espectadores de fim de dia útil, que apenas ligam a TV e não fazem questão de prestar atenção. Isso se deve à evolução da sociedade, expansão das redes de televisão, e cultura do escrachado, que continua a existir se apoiando justamente em quem não gosta de se atentar. Unbreakable é BEM diferente. Se você não está atento, você perde subtextos em subtextos. E, é claro, isso é o OPOSTO do que o público citado anteriormente quer e, infelizmente, esse é o público que sustenta a TV.

Existem críticas às divisões de classe, à moda, à obsolescência programada, ao capitalismo, ao sexismo e à propria cultura pop atual, sendo essa última principalmente centrada no personagem de Titus, que leva os esteriótipos homoafetivos ao nível necessário para que uma crítica seja possível sem perder a graça.

Outro elemento interessante é a personagem vivida por Carol Kane, que junto com Titus, amarra piadas brilhantes sobre a vivência que pode ser extremamente difícil em uma cidade grande, com violência e grandes diferenças sociais.

kimmyschmidt_caroltituss

É claro que, por ter seu personagem em foco até mesmo no nome da série, Ellie Kemper é um destaque exemplar. A ideia de ter alguém que fica isolada da sociedade e depois tem que lidar com a mesma em um contexto completamente diferente, incluindo tecnologia e costumes, não é novidade, mas a maneira como Schmidt encara essa nova realidade é de uma sublimidade que não se encontra em séries de TV. A subversão de mals costumes que adquirimos em uma visão inocente mas inteligente por parte da personagem é muito agradável de se ver, e tem a marca registrada de Tina Fey. Em uma das cenas, que não consideraremos spoiler por estar no trailer, Kimmy recebe um cumprimento chulo de um dos construtores que trabalhavam pela rua enquanto ela passava, provocando nela a resposta de devolver o cumprimento inocentemente, não entendendo o contexto do comentário, e fazendo o construtor repensar em toda a sua vida.

A maneira como o diálogo é escrito é tão sagaz que consegue ficar engraçada e nos fazer pensar, nem que passageiramente. Sendo esse o tom da série: engraçada, sagaz e inteligente.

kimmyshcmidttexto

Unbreakable Kimmy Schmidt começou muito bem, e assim como o título de sua produção, inquebrável é mesmo a capacidade desses criadores de fazerem produtos quase impecáveis e detalhadamente inspirados, até que, infelizmente, sejam cancelados por não proverem de uma claquete de risos falsos e piadas sem substância.

0 Total Views 0 Views Today