Heróis e Monstros, um jogo de ambiguidade moral

Herois e Monstros - Caixa Fechada

Geralmente, os mocinhos vencem. Cavaleiros da Luz destroem os mortos vivos e comedores de gente. E é por isso que você vai se unir ao lado mais fraco, aos vilões.

Heróis e Monstros é um jogo cooperativo, lançado pela Kalango Analógico, ambientado no universo do jogo Última Fortaleza. Aqui você assume o papel dos Peles Verdes, Draconianos ou Imortais.


 

Uma breve apresentação do jogo

O jogo possui 6 personagens jogáveis, cada um com suas cartas iniciais, recursos fixos e habilidades especiais.

Após escolher seu personagem, escolhemos nosso adversário dentro de 6 opções que o jogo oferece.

Todo adversário possui uma condição de derrota e vitória diferente, o que possibilita variar as aventuras. Por exemplo, se o oponente é o Randhal, você precisa matar seus soldados… Se é o Dragão, ele meio que caga para seus aliados, mas é forte pra caramba e você precisa atacar diretamente, mas sem se esquecer dos aliados, pois ele te atacam. E tudo bem equilibrado, pois todos os monstros têm regras que variam de acordo com a quantidade de jogadores.

Os aliados do inimigo estão num baralho de invasores, onde ficam os heróis do reino, como o paladino, a arqueira, o cavalheiro e etc.

As batalhas ocorrem em ordem, primeiro os jogadores e depois os heróis.

Nossa energia/vida é contada por um baralho de fortaleza, que é composto por unidades e construções. Então, conforme nós, senhores do mal, vamos perdendo nossas proteções, vamos ficando mais fáceis de morrer.

Como o jogo é cooperativo, todos vivem juntos e morrem juntos.

E como todo bom cooperativo, para dar emoção, tem que ser difícil.


 

Os componentes

Heróis e Monstros custou R$105,00, um jogo com preço OK, ainda mais se comparado ao praticado no mercado. Considerando isso, os componentes do jogo são ótimos.

A Kalango Analógico sofreu com atraso no lançamento do seu último jogo, chamado Última Fortaleza. Para que o jogo fosse produzido, optou por sacrificar a qualidade de alguns componentes, entregando um jogo de 4KG por R$140,00, uma verdadeira mágica.

Já no lançamento de Heróis e Monstros, ela cobrou um pouco mais e entregou um jogo de cartas com as melhores cartas – qualidade do papel – que joguei nos últimos tempos.

Entretanto, há dois pontinhos negativos. A Kalango Analógico manteve o material utilizado na caixa do jogo  Última Fortaleza, que é um papelão com a impressão por cima. A caixa é boa, seu formato é bom, mas seu material – já sabíamos antes de comprar – deixou um pouco a desejar. E as impressões do verso das cartas estão um pouco granuladas. Seguem um padrão, então não comprometem a jogabilidade, mas esteticamente podia ser melhor. Ainda assim, as artes estão bem legais!

O manual está super explicativo, com exemplos e bem ilustrado (mesmo com os pouquíssimos erros, como faltar um S ou um R aqui e ali). Realmente não é um problema, o manual não é nada menos que excelente.


 

A jogabilidade

Vamos ao que interessa?

O jogo é divertidíssimo!

A patroa e eu jogamos a primeira partida contra o Randhal dos Ventos, o coitado apanhou que não viu da onde. Ele não foi suficiente para a sincronia de um casal com 8 anos de batalhas.

A segunda partida nós, abusados, fomos contra Sildst, o dragão. Não existe melhor descrição do que a palavra Vergonha. Apanhamos tão vergonhosamente, que o dragão nem deve ter percebido a batalha.

Então, como disse, um jogo cooperativo é bom quando é difícil e Heróis e Monstros é excelente nisso.


 

O jogo Heróis e Monstros está à venda no Kickante, e parte do seu lucro será cedido para ajudar a produzir outro jogo da Kalango Analógico que também sofreu com a alta dos preços.

A comunidade do jogo é super ativa e já está se movimentando para produzir um playmat emborrachado. Caso sintam interesse, basta acessar o link onde explica como funcionará a produção desse playmat de Heróis e Monstros.

E aí, ficaram curiosos? Sintam-se à vontade para qualquer crítica, sugestão ou comentário. Vocês são bem vindos!

0 Total Views 0 Views Today