deadpool-900

Quando Ryan Reynolds foi anunciado como o Mercenário Tagarela em X-Men Origens: Wolverine, quase ninguém sabia de quem se tratava ainda mais por não ter o nome do herói divulgado e sim do seu álter ego, Wade Wilson. Infelizmente, por decisões equivocadas o personagem foi totalmente descaracterizado recebendo poderes de outros personagens que haviam sido aprisionados pelo Coronel Striker. Mas o pior não era isso, o maior deslize foi terem feito o personagem sem boca. Fazer o Deadpool sem boca seria o mesmo que fazer o Tocha Humana sem pegar fogo, o Homem Formiga sem encolher ou o Mercúrio um simples medalhista de bronze nos 100 metros rasos. Simplesmente não era ele.

Para a alegria de todos e felicidade geral da nação, Ryan Reynolds havia feito um “piloto” de poucos minutos onde demonstrava em uma cena curta e cheia de referências corretas ao personagem, como um filme sobre o Deadpool deveria ser. Violento, com linguajar vulgar, piadas de humor negro e sangue, muito sangue. O vídeo caiu no Youtube e viralizou movendo uma legião de fãs, que juntamente com o ator pressionaram a Fox para atender ao pedido. Não era para menos, Deadpool já estreou batendo vários recordes, o mais importante deles o de filme para maiores de 18 (apenas nos Estados unidos) com maior bilheteria no dia da estreia.

Como foi divulgado desde o inicio das filmagens, o longa conta uma linda história de amor. Wade Wilson é um mercenário que se apaixona por Vanessa (Morena BaccarinGotham e A Espiã que Sabia de Menos), uma dançarina exótica que ele conhece em um bar onde se reúne com outros mercenários atrás de novos trabalhos. Entre uma cena de sexo e outra, o casal descobre que Wilson tem câncer, nos pulmões, no cérebro e nos testículos e desenganado resolve aceitar uma proposta para se submeter a um tratamento que ativa o gene X para desenvolver poderes mutantes. Mas, o tratamento vem com um ônus, Wade acaba totalmente desfigurado. Louco por seu famoso ódio sarcástico parte em caçada aos responsáveis pelo tratamento que lhe deu um fator de cura similar ao de Wolverine.

DEADPOOL

O filme começa onde o vídeo do Youtube acaba, em uma rodovia com bandidos decaptados, espatifados em placas de trânsito, com buracos de bala na cabeça e etc., aquela sanguinolência toda que o trailer prometia. Deadpool não é o único personagem da Marvel no filme, os X-men Colossus e Megasonic Teenage Warhead (Míssil Adolescente Megasônico no Brasil) interpretados por Stefan Kapicic (24 Horas) e a novata Brianna Hildebrand se unem ao Mercenário para combater os vilões Ajax (Ed SkreinGame of Thrones) e Angel (Gina CaranoVelozes e Furiosos), que são frutos das mesmas experiências sofridas por Wade. T.J. Miller (Operação Big Hero e Silicon Valley) completa o elenco como melhor amigo de Deadpool. Juntos a dupla é responsável pelas melhores cenas improvisadas do filme arrancando risadas do público a todo instante.

Deadpool foi lançado em todo Brasil em cópias legendadas e dubladas e isso merece uma atenção especial. A cópia dublada não perde em nada para a original. As piadas estão lá, o sarcasmo e os palavrões também. Reginaldo Primo (conhecido por dublar Ashton Kutcher em Two and A Half Men e o simpático ratinho Rémy de Ratatatouille) entrega a voz a um Deadpool tupiniquim que não deixa em nada a desejar a interpretação de Reynolds. Claro que algumas piadas com a cultura americana foram substituídas por tiradas brasileiras para que o público possa entender o sentido da brincadeira, o que é perfeito para os adolescentes que entendem as referências da cultura pop famosas por serem vítimas do humor de Deadpool.

Para quem gosta dos padrões Marvel de qualidade, a Fox não deixa por menos, Stan Lee faz uma participação especial e o filme ainda conta com uma cena pós credito que homenageia um clássico dos anos 80. Como não podia deixar de ser, Deadpool persegue Wolverine com brincadeiras durante o filme todo, assim como faz nos quadrinhos e já deixa uma ponta de esperança de ser visto junto ao personagem em um filme próprio ou talvez na formação da X-Force.

Deadpool continua em cartaz em todo Brasil e como já está superando todas as expectativas da produtora, garantiu após o fim de semana de estreia uma sequencia que deve ser lançada já em 2017. Para quem ainda não viu vale o alerta, o filme é recomendado para maiores de 16, portanto, cuidado aos mais reservados, Deadpool cumpre o que promete.

0 Total Views 0 Views Today
  • OgreCWB

    Crítica muito boa, tirando um detalhe, o ploot do filme em nada é a história de amor, e sim a busca do Deadpool em arrumar a cara desfigurada, sendo isso o melhor ploot que já vi.