Há duas semanas, estava passeando pelo YouTube e vi a galera do Covil dos Jogos jogando Dead Man’s Draw. E sabe, alguns jogos simplesmente batem o santo!

Decidi comprar logo de cara, mostrei para a patroa, ela gostou e liberou a compra. Já no primeiro  final de semana dele por aqui, o jogo viu muita mesa, 7 vezes seguidas no sábado e domingo mais algumas. É divertido demais.

O Jogo

whatsapp-image-2016-10-09-at-13-08-43

Dead Man’s Draw utiliza a mecânica “force sua sorte”. É bastante simples de jogar. Existe uma pilha de descarte e uma pilha central. O jogador saca carta e resolve o efeito, que pode ser desde espiar a próxima carta, roubar abiguinho ou ser obrigado a sacar novas cartas. Após resolver o efeito, é preciso decidir se continuará ou parará, caso opte por parar, todas as cartas descem para suas colunas de pilhagem. Caso continue, há duas opções, pegar uma carta diferente das abertas na linha central (e ter sucesso) ou ser capturado, pegando uma carta repetida. Se você foi capturado, perderá todas as cartas conquistadas nesse turno.

Além disto, o jogo possui muitas variantes, mas citarei somente a variante de runas, que pra mim é tão essencial quanto a Power up do King of Tokyo.

As runas são personagens, então além do jogo comum, você possuirá uma habilidade única especial, como obrigar o amiguinho a comprar mais cartas, ou olhar mais cartas do baralho.

O jogo foi lançado em terra tupiniquim pela Conclave Jogos em uma excelente parceria com a Mayday jogos.

A Arte

O trabalho realizado pelo ilustrador Allison Litchfield ficou muito bom. O jogo tem artes simples e bonitas, desde as cartas de jogo quanto os personagens.

Para ser sincero, é um jogo simples e poderiam ser artes mais simples, porém foi entregue algo muito bonito, bem feito e com personalidade. Muito capricho mesmo!

personagens

Os Componentes

A Conclave Jogos é a mesma do Nosferatu e Robinson. Lembram quando eu disse que confiava no trabalho e qualidade? Pois é, eu estava certo.

Claro que o jogo possui menos componentes que o Robinson Crusoé, mas isso não tira os méritos. O que ele se propõe a entregar, entrega com qualidade notável.

whatsapp-image-2016-10-09-at-13-08-38

As cartas estão com uma gramatura e impressão muito boa. A caixa, felizmente, fugiu desse novo padrão de material (um branco molengo) que está ganhando destaque. Eles fizeram a caixa com o bom e velho papel Paraná, queridão dos hobbistas.

A qualidade do manual supre, o papel é meio blá, mas por ser um jogo simples, você usará pouquíssimas vezes.

A Jogabilidade

whatsapp-image-2016-10-09-at-13-08-40

É um jogo rápido, cada partida demora uns 15 – 20 minutos, por isso é fácil colocar na mesa várias vezes.

Dead Man’s Draw é de 2 a 4 pessoas, mas esse número pode crescer se você comprar mais caixas do jogo e unir os baralhos.

Joguei em 4 pessoas no sábado e em 2 no domingo. Ambas jogatinas foram divertidas.

Em 4 pessoas é excepcional, pois tem rasteira, tem vingança e complô, é uma verdadeira A Usurpadora. Sendo assim, flui muito bem, regada a muitas risadas.

Em duas pessoas é gostosinho de jogar, é divertido e servirá para descansar entre um jogo e outro.

Mas sim, como todo jogo de ferrar amiguinho, ele é melhor com mais pessoas.

E vocês, já tiveram a oportunidade de jogar? Alguém saiu magoado da mesa? Compartilhe conosco como foi!

0 Total Views 0 Views Today

Milton Salles

Ai, que delicia, cara...

More Posts

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle Plus

Deixe seu comentário:


Faça parte

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui! À toa na Net - Agregador de Conteúdo
Total