970x330-what-we-do

Imagine aqueles reality shows americanos bem populares, tipo ‘Keeping Up With The Kardashians’, mas substitua as socialites por um grupo de quatro vampiros que dividem uma casa em algum lugar da Nova Zelândia. Uma receita curiosa que resultou na melhor e mais original comédia dos últimos tempos.

Nesse típico mockumentary conhecemos os vampiros Vladislav (Jemaine Clement), Viago (Taika Waititi), Deacon (Jonathan Brugh) e Petyr (Ben Fransham), que apresentam as peculiaridades de seu estilo de vida aos cinegrafistas (que estão ”protegidos” por crucifixos e pela promessa dos próprios vampiros de que não serão mortos) que os acompanham em sua rotina.

Durante a projeção conhecemos as dificuldades que os sugadores de sangue encontram para se alimentar, mas principalmente para se manterem atualizados com a tecnologia e com as tendências de moda da atualidade. Eles são basicamente os estereótipos vampirescos já vistos no cinema, o sedutor do século 19, o almofadinha afeminado a lá ‘Entrevista com O Vampiro’, o rebelde e o vampiro monstro, ao estilo Nosferatu.

What-We-Do-in-the-Shadows-A-Vampire-Comedy

Com piadas e referências extremamente inteligentes, o roteiro brinca com os clichês tanto dos reality shows, quanto dos filmes de vampiros e criaturas em geral. Ainda sobra tempo para aquelas reflexões tipicas, como a dificuldade de lidar com a passagem do tempo e a imortalidade, o amor e os laços de amizade, tudo feito de maneira leve e bem humorada.

O elenco é afiadíssimo, todos os integrantes estão á vontade e parecem estar se divertindo horrores enquanto atuam. Tanto roteiro, quanto direção são dos mesmos responsáveis pela série ‘Flight of the Conchords’, e trazem um estilo de humor bastante peculiar.

Enfim, com um humor inteligente e algumas sequências impagáveis que ecoarão na sua memória por muito tempo, ‘What we do in the Shadows’ é uma das melhores comédias de horror dos últimos tempos, e um dos grandes filmes “perdidos” de 2014.

Nota: 9,0

0 Total Views 0 Views Today