Perfeitos Desconhecidos (Perfetti sconosciuti – 2016)

maxresdefault

Uma noite que tem tudo para ser agradável. Um grupo de amigos se encontra para jantar, compartilhar as novidades e apreciar um eclipse total da lua. São três casais e um divorciado que vai apresentar sua nova namorada. Uma farta refeição italiana, um bom vinho, papos aleatórios, amenidades e brincadeiras típicas de velhos amigos. Até que alguém propõe um jogo, para desafiar a intimidade que um tem com o outro, uma espécie de jogo da verdade. Cada um dos amigos tem que colocar o celular em cima da mesa e, a partir daquele momento, está obrigado a ler qualquer mensagem recebida em voz alta, ou atender qualquer chamada no viva-voz. Afinal, ninguém ali tem nada a esconder. Ou será que tem?

Sua vida é um livro aberto? Você não tem nada a esconder? E as pessoas que estão com você, também são assim? Seus amigos, seu parceiro (a), sua família, você os conhece realmente?

É pouco provável, eu diria. Você conhece a versão que eles decidiram te mostrar. E o inverso é verdadeiro, mesmo que inconscientemente, somos multifacetados e multidimensionais, como um cubo mágico. Pequenas partes que formam um todo, que nunca pode ser visto de uma só vez. O todo está dentro de nós, só nós o conhecemos, ou pelo menos estava, até termos a nossa disposição ferramentas de exposição. Facebook, Twitter, Instagram. Mas mesmo assim, apenas o que decidimos tornar público está lá. Mas existe uma maneira de montar – ou pelo menos tentar – esse quebra cabeça. O contato mais particular, nossa caixa de entrada e saída, mensagens instantâneas, ligações. A soma de quem somos com cada um é o mais perto de quem somos de verdade. É onde anulamos a maior parte dos segredos e omissões.

imgresize

Tem coisas que você não diz a sua esposa ou esposo, tem coisas que você não diz aos seus filhos ou seus pais, tem coisas que você não diz nem aos seus melhores amigos. E não apenas grandes segredos, como casos extraconjugais ou uma carreira secreta na máfia, pequenas informações também. Opiniões que você prefere guardar pra não gerar desgaste. Todos temos. E ás vezes o que deixamos de dizer diz mais sobre nós do que o que aquilo que dizemos. É claro que o que antes ficava apenas em nossa mente agora está ali, na nossa caixa preta particular. Nosso telefone. Por isso ele é tratado como um bem incrivelmente valioso, protegido por senha e tudo o mais. Cada um de nós tem três vidas: uma pública, uma privada e uma em segredo, é o que diz o cartaz desse filme.

Perfetti Sconosciuti é um filme que se constrói com diálogos bem estruturados, revelações bombásticas, informações sutis e muitos segredos. Mistura drama familiar com humor negro, momentos de descontração, em uma narrativa ágil e envolvente. Tem um ótimo elenco e oferece incríveis momentos de reflexão, como até que ponto vale a pena conhecer todos os segredos de uma pessoa? Ou até onde nossa privacidade está resguardada? Tem uma pegada meio Coherence misturada com Deus da Carnificina. Um filmaço.

0 Total Views 0 Views Today
  • Dilamar Santos

    Espetáculo de filme. As cenas do apartamento foram filmadas no hotel The Hotel, em Madrid??