Crítica: A Good Marriage – Keep Calm and Call Darabont

719

746

Uma lei deveria ser instituída no estado do Maine: Apenas Frank Darabont está autorizado a produzir adaptações de histórias de Stephen King. Enquanto isso não vira realidade, temos que nos contentar com filmes que ficam bem aquém das obras e do nome do autor.

 

A Good Marriage é a adaptação de um conto presente no livro Full Dark, no Stars, lançado em 2010, e acompanha a vida do casal Bob (Anthony LaPaglia) e Darcy (Joan Allen), que ao longo dos seus 25 anos de casamento construíram uma família feliz e aparentemente normal. No entanto, durante uma viagem de Bob, Darcy acaba descobrindo um segredo que pode ligar o marido a uma série de crimes que aconteceram nas redondezas. Agora ela tem que descobrir como lidar com essa descoberta que pode transformar a vida de sua família para sempre.

maxresdefault

A trama de A Good Marriage, cujo roteiro foi adaptado pelo próprio King, aborda mais uma vez a relação entre as pessoas, pincelada pela hipocrisia que rege uma vida onde as aparências são mais importantes do que a realidade. Isso fica claro na decisão inicial de Darcy, ao se deparar com o terrível segredo do marido, e também na maneira que ela resolve solucionar o problema. O principal problema dessa adaptação é o seu ritmo, os 30 minutos iniciais são promissores, com tensão e suspense construídos de maneira excepcional pelo diretor Peter Askin, infelizmente ele não acha maneiras convincentes de dar seguimento a trama e o restante do filme se torna chato e quase desinteressante.

 

Personagens mal desenvolvidos também pesam contra, apenas Darcy tem uma construção mais sólida, seu marido e filhos parecem descartáveis, o que não nos ajuda a compreender o status quo que ela defende. A atuação de Joan Allen acaba sendo a melhor coisa do filme, ela consegue construir e passar bem a transformação de comportamento de Darcy. Anthony LaPaglia está especialmente canastrão, e Stephen Lang faz o que pode com o pouco material que tem.

a-good-marriage (1)

Enfim, A Good Marriage é um suspense mediano que não chega nem perto de atingir seu potencial, e se tornaria ainda mais fraco não fosse a excelente atuação de Joan Allen. É um daqueles filmes que vai passar em um Super Cine da vida e sua tia mais velha vai dizer que é ótimo.

 

Nota: 5,0

0 Total Views 0 Views Today