970

A comédia adolescente ‘The DUFF’ é mais uma das provas de que não há nada de errado com clichês, desde que estes sejam utilizados corretamente.

Sim, esse filme é um mar de clichês. Todos aqueles repetidos exaustivamente em filmes do gênero estão aqui. Temos a garota mais popular da escola, que é linda e malvada e que namora o capitão do time; este é igualmente encantador e babaca, e vai precisar de ajuda para passar em alguma matéria; temos os professores que tem a impressão de que estão dizendo e/ou fazendo algo inspirador, quando na realidade nada faz sentido; temos a garota que é inteligente, mas não se encaixa nos padrões; temos suas amigas mais populares; temos a “assistente da vilã”; temos a mãe excêntrica; temos o garoto que parece ser perfeito, mas que em algum momento se mostrará um idiota. Já vimos esses conceitos uma centena de vezes.

A protagonista é Bianca (Mae Whitman), que descobre da maneira mais desagradável possível ser uma DUFF (designated ugly fat friend – típica amiga feia e gorda), algo que a deixa completamente chocada. Para sair dessa situação ela resolve fazer um acordo com o atleta/vizinho, que ele ensine-a a não ser uma DUFF, em troca de ajuda pra passar em uma matéria. Seria simples não fosse a interferência da vilã/garota popular/bully/ex do atleta, que insiste em fazer da vida da garota um inferno.

THE DUFF

A trama se baseia no livro de Kody Keplinger, inédito no Brasil, e segundo informações, só traz dele o escopo geral e o nome dos personagens. A trama simples e os elementos clichê que citei acima são ingredientes suficientes para o diretor Ari Sandel desenvolver o tipico ‘feel good movie’. Leve, gostoso de assistir e com uma mensagem de aceitação bem bacana, sem falar na crítica ao comportamento adolescente em épocas de redes sociais. Uma das melhores piadas do filme é feita com os “critérios” para alguém compartilhar algo no facebook.

A química do elenco é essencial para o bom desenvolvimento da história. Robbie Amell contribui sendo um rostinho bonito, mas sua canastrice também colabora com as atitudes de seu personagem, e ele e Whitman parecem se divertir muito trabalhando juntos. Ken Jeong e Allison Janney são os comediantes de maior peso no elenco, mas ambos são subaproveitados em seus papéis. Poucos de seus momentos funcionam, realmente.

Enfim, ‘The DUFF’ não é extraordinário, mas é divertido e cumpre seu papel. Tem cara de Sessão da Tarde e se junta a ‘Patricinhas de Beverly Hills’, ‘Meninas Malvadas’ e ‘A Mentira’ no rol de comédias adolescentes bobinhas, mas que todo mundo gosta.

 

Nota: 7,5

0 Total Views 0 Views Today