970-cop-car

Jon Watts foi o escolhido pela Marvel para tocar o reboot do Homem Aranha nos cinemas. O próprio diretor disse que a escolha aconteceu após alguns executivos assistirem a ‘Cop Car’ no Festival de Sundance desse ano. Fui ver o filme para entender essa escolha e confesso que a única coisa que explica a seleção, é a habilidade do diretor em lidar com atores bastante jovens. Não que ‘Cop Car’ seja ruim, pelo contrário, mas é que ele passa longe de qualquer blockbuster de super-heróis.

A trama acompanha dois garotos na casa de seus 10 anos, Travis (James Freedson-Jackson) e Harrison (Hays Wellford), que estão andando por aí quando encontram uma viatura policial aparentemente abandonada. Ingenuamente eles resolvem se divertir com ela até que o dono do carro, o corrupto Xerife Kretzer (Kevin Bacon), descobre e começa a persegui-los antes que eles descubram o que está guardado dentro do porta-malas.

cop_car_02

O filme traz uma mistura de sensações bem bacana. Ele começa como um aparente conto sobre amizade e ingenuidade infantil, bem ao estilo ‘Conta Comigo’, mas vai se transformando em uma comédia de erros que remete as obras dos Irmãos Coen e termina como um thriller de perseguição a lá ‘Duel’ do Spielberg. A premissa e algumas decisões dos personagens são meio inverossímeis, mas tudo se encaixa no desenrolar que o diretor constrói para o projeto. Em essência o filme não parece ter muito a dizer. Ele se propõe a entregar 86 minutos de um entretenimento simples e nostálgico, já que o filme tem um ar oitentista bastante notável.

A fotografia consegue captar muito bem o clima interiorano e desértico das locações, que se resumem a campos abertos e estradas infindáveis. A trilha também casa perfeitamente com essa atmosfera típica de filmes de estrada. Como eu disse, o outro ponto forte são as atuações. Os dois garotos mostram maturidade e entrosamento difícil de se encontrar em atores tão jovens. E o contraponto é o experiente e sempre competente Kevin Bacon, em outra grande atuação.

Enfim, ‘Cop Car’ é um filme divertido, mas que dificilmente agradará todo tipo de audiência, por sua história aparentemente sem pé nem cabeça, ou por seu final em aberto. Como portfólio do mais novo contratado da Marvel Studios, mostra o bom tino pra direção de atores, mas nada que vá além disso.

Nota: 7,0

0 Total Views 0 Views Today