Crítica: 7 Caixas | A originalidade paraguaia do cinema latino

719

746

Quanto mais simples for a vida que você leva, mais simples, e aparentemente banais, serão seus anseios. É o caso de Victor (Celso Franco), um jovem pobre que habita nos corredores do Mercado Quatro onde trabalha como carregador, uma das maiores feiras do centro de Assunção.

 

Fascinado pelos astros do cinema ele alimenta a cada dia o sonho de aparecer na TV, sonho que se torna mais próximo quando tem a oportunidade de comprar um celular que grava vídeos. Para arrecadar a quantia necessária para comprar o celular, ele topa transportar sete caixas para um local a ser combinado. Victor não sabe qual é o conteúdo das caixas, mas desconfia de que algo possa estar errado quando começa a ser ferozmente perseguido pelas ruelas do local.

7-caixas1

Os diretores Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori souberam emular precisamente alguns maneirismos do cinemão americano, com cenas de ação frenéticas capturadas com a câmera nas mãos, ou no peito dos personagens, mas em nenhum momento confundindo o espectador. Existem cenas de perseguição muito bem conduzidas, mas talvez ironizando o próprio cinemão hollywoodiano que ele “homenageia”, os carrões são substituídos por carrinhos de mão, que se adéquam aos estreitos corredores do local.

 

Apesar de abordar criticamente aspectos do terceiro mundo, como a criminalidade recorrente e a pobreza, o filme mantém uma inocência, focando na ação e pincelando temas mais sérios enquanto nos mostra uma cativante aventura. Usando de violência estilizada com uma fotografia condizente com clima de subúrbio, os diretores fazem seu trabalho remeter a obras de Guy Ritchie e até Quentin Tarantino.

7 cajas(2)

O filme tem um entra e sai de personagens constante, alguns tão cartunescos que beiram o absurdo, mas nesse universo de exagero criado naquele pequeno espaço, tudo soa estranhamente natural. O roteiro ágil e bem escrito não se preocupa em fazer julgamentos, e apresenta resquícios de motivação que são até compreensíveis, ainda que os atos sejam um tanto quanto questionáveis. O filme conta com um humor inteligente e sagaz, que bate na tecla das críticas sociais sem se deslocar do tom da película.

 

Enfim, 7 Caixas é um achado em um país sem muita tradição cinematográfica, repleto de ação, humor negro e um desfecho/cena final perfeitamente colocado, além de contar com atores e personagens carismáticos. Em uma mistura de ‘Cidade de Deus’ com ‘Quem quer ser um Milionário’, ele brinca com os clichês hollywoodianos e entrega um produto caseiro perfeito para exportação.

 

Nota: 8,5

0 Total Views 0 Views Today